VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Número de civis mortos pelos bombardeios de ontem em Guta sobe para 86
Número de civis mortos pelos bombardeios de ontem em Guta sobe para 86
  • Fonte: EFE - Cairo
  • Publicada em 08/03/2018 às 09:36
Além disso, há cerca de 150 feridos de diferentes gravidades e vários desaparecidos sob os escombros

O número de civis mortos pelos bombardeios de quarta-feira na região de Guta Oriental, principal reduto opositor dos arredores de Damasco (Síria), aumentou nesta quinta para 86, entre eles dez crianças e oito mulheres, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Além disso, há cerca de 150 feridos de diferentes gravidades e vários desaparecidos sob os escombros, por isso o número de mortos ainda pode aumentar, ressaltou a ONG.

O número de vítimas subiu em relação a ontem, quando tinham sido contabilizadas 45 mortes, pelo falecimento de alguns feridos, além dos corpos recuperados entre os escombros.

Os bombardeios de ontem, realizados pela aviação síria e russa, tiveram como alvo as localidades de Hamuriya, Saqb, Haza, Kafr Batna, Yisrin, Mesraba, Arbin, Harasta e Duma, todas elas da região de Guta Oriental, vizinha a Damasco.

As forças governamentais realizam uma ofensiva na região e, nos últimos dias, conseguiram controlar 52% da sua superfície após combates contra as facções islamitas da Legião da Misericórdia e do Exército do Islã.

O exército sírio e seus aliados começaram uma incursão terrestre em Guta Oriental no dia 25 do mês passado, uma semana depois que intensificassem os bombardeios e disparos de artilharia contra a região.

Desde então, 893 civis morreram em Guta Oriental, dos quais 188 são menores, e pelo menos 4.150 ficaram feridos, de acordo a apuração do Observatório.

 

  • Atualizada em 08/03/2018 às 09:36:42